top of page

A massa magra de má qualidade do obeso sedentário, como lidar com esse fato.


A definição da massa magra e massa gorda para um programa de emagrecimento é muito importante, porém os erros das avaliações com o uso da bioimpedância assustam aos profissionais que estudam a antropometria humana e frustram os clientes que buscam suas repostas. Não tenho a intenção de discutir todo esse assunto e oferecer uma conclusão apropriada, porém trago aqui dois artigos científicos que mostram um pouco dessa questão da massa magra de má qualidade e do fato que o emagrecimento irá diminuir esse volume mas que isso não pode afetar o desempenho físico das pessoas, em outras palavras, é importante o foco em perder peso e ganhar mais qualidade física.


É de notório saber que o diâmetro de alguns músculos no obeso sedentário é maior do que o diâmetro do mesmo músculo das pessoas com um peso considerado adequado. Aqui, vou usar o IMC como referência. O ponto curioso é que a pessoa obesa sedentária não consegue fazer tanta força com o músculo em questão quanto a pessoa ativa com o peso adequado.

Segundo artigo "International society of sports nutrition position stand: diets and body composition" (você pode fazer o download ao final desse post) é importante manter a perspectiva adequada dos vários elementos de programação para direcionar produtivamente a quantidade certa de foco e esforço. A pesquisa sobre os efeitos da dieta na composição corporal tem muitas áreas obscuras e necessita de mais investigação. Ainda há uma falta de pesquisas sobre mulheres e populações mais velhas. Estudos sobre o efeito de diferentes frequências de refeições diárias e distribuições de nutrientes em diferentes balanços energéticos combinados com treinamento de resistência ou resistência ainda são bastante escassos. A ingestão linear versus não linear de macronutrientes ao longo da semana, combinada com o exercício, ainda é uma área inexplorada na pesquisa, apesar de ser amplamente praticada no mundo real. Portanto, enquanto uma certa quantidade de nosso conhecimento atual permanecerá estático, os cientistas tanto no laboratório quanto no campo devem permanecer vigilantes e de mente aberta à modificação e falsificação de modelos e crenças à medida que a pesquisa continua.



Já o artigo "Preserving Healthy Muscle during Weight Loss" fala que a perda de peso é a pedra angular da terapia para pessoas com obesidade porque pode melhorar ou resolver completamente os fatores de risco metabólicos para diabetes, doença arterial coronariana e cânceres associados à obesidade. Acredita-se que os potenciais benefícios para a saúde da perda de peso induzida pela dieta sejam comprometidos pela perda de massa corporal magra associada à perda de peso, o que poderia aumentar o risco de sarcopenia (baixa massa muscular e função muscular prejudicada).

Os dados atualmente disponíveis na literatura mostram o seguinte:

1) em comparação com pessoas com peso normal, aqueles com obesidade têm mais massa muscular, mas má qualidade muscular;

2) a perda de peso induzida pela dieta reduz a massa muscular sem afetar adversamente a força muscular;

3) a perda de peso melhora a função física global, provavelmente devido à redução da massa gorda;

4) a alta ingestão de proteínas ajuda a preservar a massa magra e muscular durante a perda de peso, mas não melhora a força muscular e pode ter efeitos adversos na função metabólica;

5) tanto o exercício de resistência quanto o de resistência ajudam a preservar a massa muscular durante a perda de peso, e o exercício de resistência também melhora a força muscular. Concluímos, portanto, que a terapia para perda de peso, incluindo uma dieta hipocalórica com ingestão adequada (mas não excessiva) de proteínas e aumento da atividade física (particularmente exercícios de resistência), deve ser promovida para manter a massa muscular e melhorar a força muscular e a função física em pessoas com obesidade.


Como conclusão fica a importância dos exercícios físicos em qualquer modelo de programa de emagrecimento, mas que o foco deva ser nos resultados do ganho da força muscular e do trabalho muscular haja vista que haverá uma diminuição da massa magra do obeso, o que não é um problema, haja vista o componente muscular da massa magra é de má qualidade.



Preserving Healthy Muscle during Weight Loss
.pdf
Fazer download de PDF • 594KB

International society of sports nutrition
.pdf
Fazer download de PDF • 629KB

Comments


bottom of page